Uma gaita esquecida na história

10 de maio de 1965. Os Rolling Stones vão gravar aquele que se tornaria seu maior sucesso: “I Can’t Get No (Satisfaction)” pelo primeira vez. Keith Richards havia composto o riff principal da guitarra, que seria dominante em toda a música. Continue reading

Advertisements

Parceria histórica

Brian Jones e Jimi Hendrix chegaram a gravar jams em Londres antes de morrerem; Hendrix morreu um ano depois de Jones, também com 27 anos. Aqui, a música “My Little One”, que ambos gravaram juntos, em 1967: Jones tocando cítara e Hendrix, a guitarra.

Jones e Hendrix tomaram LSD juntos no famoso Festival de Monterey

Com essas dicas é fácil adivinhar quem vai pintar por aqui logo, logo…

As imagens da noite da gravação histórica, observem como Jones é o mais introvertido dos Stones:

Brian Jones – Afogamento

“Ele formou a banda. Ele escolheu os membros. Ele deu um nome à banda. Ele escolheu a música que tocávamos. Ele nos conseguiu shows. Muito influente, importante, então lentamente perdeu isso e apenas desperdiçou e jogou tudo fora” – Bill Wyman

https://i0.wp.com/static.dangerousminds.net/uploads/images/rsfrsfgsfsdfbrian-jones-431.jpg

Brian Jones, um gênio perturbado

O melhor exemplo para se começar um blog que mescla guitarristas que morreram jovens e Keith Richards não poderia ser outro: seu ex-companheiro nos Rolling Stones, Brian Jones.

Líder e fundador dos Stones, Jones morreu aos 27 anos, afogado na piscina de sua casa, em Cotchford Farm, quando já havia sido expulso da banda por Mick Jagger, Keith e Charlie Watts, por causar muitos problemas.

Instrumentista talentosíssimo, sabia tocar, além de guitarra: gaita, teclado, trompete, baixo, trombone, cítara, saxofone, bateria, clarinete, banjo, bandolim, oboé, xilofone, flauta,  acordeon, violoncelo e harpa.

Continue reading